AirDC++ : Tutorial e Guia Básico

Bom dia pessoal, agora mais um tutorial, dessa vez é para o cliente do protocolo DC++ chamado AirDC++, vamos direto ao ponto:

1 – Site

O programa é para windows pode ser baixado no site:

https://airdcpp.net

Lá você encontra a versão instalador e as versões portatéis, em 32 e 64 bits, para este guia usaremos a última versão disponível que é 3.60, no Windows 10 x64.

2 – Guia

2.1 – Instalação:

Execute o instalador, tal como na imagem acima.
Processo de instalação deverá correr tal como essa e imagens seguintes indicaram.
Escolha Português Brasileiro e clique em OK.
Deixe as opções padrões marcadas e clique em “Próximo”
Deixe como está e clique em “Instalar”.
Aguarde.
Clique em concluir e o programa será executado pela primeira vez.
Primeira tela será para escolher o idioma do programa, escolha o que for melhor para você, neste tutorial será usando português do Brasil, cuja a tradução para este app, foi eu quem fiz.
Clique em avançar, que o app irá baixar o pacote xml com o idioma.
Aqui você escolherá os dados gerais do aplicativo, você poderá definir eles para cada hub também, se quiser, posteriormente.
Para este tutorial, escolhi o apelido “Aria_Shachou”.
Aqui você escolher normal.
Clique em avançar, aqui você pode configurar número de downloads paralelos, uploads e etc.
Aqui você clica em “Detectar Agora” e aguarde o resultado, se você já configurou ou sabe configurar portas/roteadores e afins, clique na opção de configurar manualmente, senão só vá em Avançar.
Aqui você escolhe que pastas compartilharar com os demais e o nome virtual que ela terá no aplicativo, no caso acima, estou compartilhando uma chamada quadrinhos.
Na Imagem acima mostra a pasta que selecionei para compartilhar.
Clicar em Concluir e abrir o aplicativo de fato agora.
Algo assim deverá aparecer 😀
Clique em “Arquivo” na barra de menus no topo do aplicativo.
Seguido de “Configurações…”, para observarmos as configurações do aplicativo, só vou explicar ou focar em algumas configurações.
Em “Geral” você pode alterar seu apelido, email, descrição, além do idioma do aplicativo, aqui muda apelido, email e descrição global, você pode definir diferentes por hubs, conforme veremos mais adiante.
Assim o aplicativo vem por padrão, só é recomendado em último caso, caso você não tenha problemas em conseguir resultados e fontes para downloads, em sucinta síntese, no dc++, os usuários podem ser definidos em passivo e ativo, sendo o passivo que obtém menos resultados e menos fontes de download, ativo é o melhor, só deixe como está se conseguir ficar ativo com essa configuração.
Ipv4 é a maioria das conexões ainda no Brasil, então é obrigatória essa opção estar ativada, você pode vincular a um endereço se você estiver numa rede doméstica, se não souber como fazer isso, deixe como está, se a detectção automática não tiver funcionado para você, tente desmarcar a opção, selecione uma das duas primeiras opções se você quiser ficar ativo, mas terá que configurar as portas TCP/UDP/TLS no seus sistema operacional, firewall e/ou roteador/modem, não dá para ensinar como fazer isso aqui, porque varia de váriso fatores, tal como sistemas operacionais, firewall e aparelhos diferentes. Você pode procurar no como fazer isso no google ou no portal (Em Inglês): https://portforward.com , se você não souber ou não tiver vontade de aprender, simplesmente deixe a última opção marcada para usar no modo passivo mesmo.

Aqui, desmarcando as caixinhas destacadas na imagem, você pode configurar umas opções, tal como número de slots, limites de slots tanto para up quanto para down.
Na opção em destaque na imagem, você pode definir a limite de velocidade. RESSALTANDO QUE A VELOCIDADE DE DOWNLOAD E UPLOAD DEPENDE DE VÁRIOS FATORES, TAL COMO A VELOCIDADE DA INTERNET DOS USUÁRIOS QUE ESTIVEREM TROCANDO OS ARQUIVOS, QUANTIDADE DE FONTES COM SLOTS LIVRES PARA TAL.

Aqui, onde está destacado de verde, é onde os downloads vão por padrão, você pode mudar aqui. Em em vermelho é onde você pode pré-configurar algumas pastas que irão estar disponíveis quando você clicar com botão direito do mouse em algum link para download, usando a função “Download Para…”.
Aqui você pode configurar programas para abrir os downloads em andamento, no casos de mídias de áudio e vídeo, é possível ver/ouvir durante o download as partes já baixadas, clique em adicionar…
Abrira a caixa tão como a realçada na imagem acima, onde você definirá o nome do app, o executável do app e na última caixa que extensões que tal app pode fazer prévia, preencha seguindo exemplo que é dado entre ().
No campo destacado, você pode adicionar ou remover extensões que o programa automaticamente irá dar prioridade para download.
Já aqui, recomendo marcar as duas caixas, evita baixar em duplicidade os arquivos e no campo inferior, você pode definir as extensões que você não baixará, por exemplo, quando baixar uma pasta, às vezes ela tem vários arquivos em formato que você não deseja.
Aqui você pode alterar a qualquer momento quais pastas você compartilha, vale ressaltar que só estará disponível para upload, as pastas selecionadas e cujo o hash (tipo de identificador individual para cada arquivo e pasta) for calculado.
No campo destacado de vermelho você pode definir que extensões que mesmo dentro das pastas compartilhadas, não serão compartilhados com os demais usuários.
Aqui tem algumas opções que podem interessar para o usuário, tal como minimizar para bandeja e escolher o pacote de idioma.
Aqui você pode editar as cores, tamanho e fonte usadas nos hubs e lista de usuários.
Aqui você pode configurar as cores das barras de upload, download e de segmentos.
Na parte destacada, você configura o comportamento da aplicação ao clicar nos apelidos e etc.
Voltando a janela principal do aplicativo, cliquemos no ícone de estrela, que é onde configuraremos os hubs favoritos do aplicativo.
Na aba dos Favoritos, clique em Novo, tal como destacado na imagem acima.
Aqui você pode adicionar determinadas configurações específicas por hub, como apelido e senha específicos, na imagem acima está meu hub como exemplo.
Já nessa imagem está o hub dos Mochileiros das Hqs, que são nossos parceiros.
Depois de adicionar eles e tantos hubs que você quiser, marcando as caixinhas eles irão conectar ao abrir o aplicativo, bem como com clique direito do mouse você pode usar a função Conectar ou mesmo clicando duas vezes no favorito.
A tela inicial do hub ao entrar, só que no caso deste hub que é meu e este tutorial, usei apelido e senha já cadastrada, se você é novo usuário, você terá que fazer isso, pois na maioria dos hubs (95% deles) o registro se faz necessário para falar, baixar arquivos.
Na maioria dos hubs, você digita “+regme senha” sem aspas e substituindo o termo senha pela senha desejada ou você pode clicar na aba/guia do hub e usar a opção destacada na imagem acima, o hub dos mochileiros também é assim.
Quando você usar a menu para o registro, irá aparecer uma janela para você digitar a senha que deseja usar para o hub, se você digitar 3x errado ao tentar entrar no hub, o apelido e senha será banido, então tenha certeza de não errar.
Agora para procurar e baixar arquivos, você tem vários caminhos que podem ser tomados, um deles é clicar na lupa na barra de ferramentas, você irá para aba tal como a da imagem acima.
No meu caso, eu sei configurar o cliente, então estou ativo, realmente ativo, então digitei o termo Batman como exemplo.
Clicando em um ou mais resultados com botão direito do mouse você tem uma série de opções, entre elas de baixar e Baixar para…. que eu já expliquei antes nas configurações.
Na parte destacada você pode selecionar pelo tipo de conteúdo você irá filtrar a pesquisa.
Agora, clicando no ícone da busca automática, você terá acesso à função de listagem automática de downloads que pode ser uma função interessante (ADLR).
Clicando no ícone você irá para janela onde você pode configurar, irei configurar uma de exemplo. Clique em Novo.
Agora vamos lá, em Palavra-Chave você configura que termo será separado para listagem, no presente caso será Batman, bem como outras opções como a faixa de tamanho que os arquivos terão para serem separados, bem como para que subpasta eles irão, por padrão a pasta é ADLSearch on AirDC+++, deixei como padrão.
Voltando a tela inicial do meu hub, você tem como opção para baixar a lista de links magnets, que você pode clicar duas neles para baixar o arquivo (se houver fonte com o arquivo e slot livre, bem como seu cliente devidamente configurado.)
Outra opção é clicar com botão direito do mouse sob um usuário na lista de usuários e usar uma das duas opções que são “Baixar Lista de Arquivos” ou “Navegar na Lista de Arquivos”, às duas funções fazem a mesma coisa, mas não da mesma forma, Baixar você baixa toda lista de arquivos do usuário tem naquele momento de uma vez, para ficar navegando e vendo se tem algo do seu interesse, já Navegar, você navega em tempo real na pasta do usuário, nesse caso há uma demora que pode variar de acordo com vários fatores para acessar cada pasta do usuário.
No caso acima cliquei para Baixar a lista de arquivos do usuário ale.
Aqui vemos o resultado da ADLSearch, ela aparecerá realçada tal como na imagem acima, dentro dela aparecerá os resultados que o ale, tinha no caso do termo “Batman” na hora da navegação do usuário.
Bem como você pode navegar nas pastas do usuário ao estilo windows, selecionado as pastas na barra esquerda ou clicando duas vezes na barra central, você pode por para baixar pastas inteiras ou só arquivos, ficando sua preferência.
Clicando no ícone destacado acima, você irá para janela onde fica a fila de download, onde você pode cancelá-los.
Aqui no caso, não estou baixando nada, então nada está nelas.
No ícone ao lado da fila de download, está sua irmã, que é a fila de upload, que a lista de arquivos que você está enviando e que estão na fila para envio para outros usuários.
O terceiro ícone são dos Envios Concluídos, aqueles que você já enviou na sessão de uso do aplicativo.
Clicando no primeiro ícone da barra de ferramentas da esquerda para direita, você irá baixar e ver as listas públicas de hubs, que contém vários hubs de muitos lugares.
Você trocar de lista de hubs, adicionar vários aos favoritos, mas lembre-se, cada hub tem regras de uso e de registro, como quantidade mínima em mb ou gb de conteúdo compartilhado(e com hash feito), número mínimo de slots, número máx. de hubs abertos ao mesmo tempo, proibição de certos conteúdos e etc., varia caso a caso.

2 ideias sobre “AirDC++ : Tutorial e Guia Básico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s